Fiz. Faço. Farei.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Entretanto na minha vida...

Continuo a trabalhar na mesma farmácia. Desde Novembro de 2015 que a minha vida profissional se tem desenrolado no mesmo sítio. Ainda bem! Adoro os meus colegas, as pessoas e a pessoa que sou ali dentro. Gosto muito do que faço todos os dias, divirto-me e aprendo. Contudo, entre estágios de várias naturezas e começar efectivamente a trabalhar com contrato, ainda não tive férias nenhumas. Foi sempre seguido, estando há já quase dois anos sem interrupções. Sinto-me cansada. Sinto-me a precisar de umas férias, preciso de sair da rotina, de descansar, de recarregar energias e depois o que mais quero é voltar cheia de forças e vontade de continuar. Teoricamente, o patrão só me pode dar férias em Novembro mas vamos ver se em Outubro já me calha a sorte grande. Uma semaninha e eu ficava como nova.

Continuo a viver com o dito-cujo. Estamos no nosso T1 desde Outubro e tirando uma fase menos boa que ultrapassámos há pouco tempo, tem corrido tudo bem. Passado quase um ano a viver nesta casa só comprei uns tapetes bonitos para o quarto na semana passada. Ainda não há TV grande nem cortinado na sala. Ainda não temos as prateleiras todas no armário da cozinha e estamos à espera de umas obras no terraço desde que aqui vivemos. Se calhar nunca vamos ter tudo a jeito mas a vida é mesmo assim, certo? No dia em estiver "tudo pronto" é mau sinal.

A minha mãe está de baixa desde o início do ano. Uns problemas de saúde mal acompanhados por um "médico" atiraram-na para o internamento do hospital durante longas semanas. Agora está tudo bem, dentro dos possíveis. Exames, análises e consultas todos os meses. Vigilância apertada e pronto, um dia de cada vez. Realmente há que viver o presente e o que foi já lá vai. Acredito que está e vai ficar tudo bem, até porque a minha mãe ainda nem 50 anos fez e ainda tem muito para descontar para a Segurança Social e IRS! Eheheh.

Sem comentários: