Fiz. Faço. Farei.

sábado, 21 de janeiro de 2017

os [quase] nãos de 2016

No início de 2016 guardei nos rascunhos uns tópicos sobre coisas que queria deixar de comer ao longo desse ano. Agora andava a fazer uma limpeza no arquivo e partilho com vocês se consegui ou não cumprir. O balanço até nem é muito mau.


- Refrigerantes: Começo por um que não cumpri assim tão bem quanto isso. Isto é, eu ao longo do ano até nem bebi muitos sumos nem refrigerantes. Mas desde que vim viver com o dito-cujo, a partir de Outubro, que comecei a abusar porque temos sempre um sumo aberto no frigorífico e, para quem nunca bebia sumo às refeições, a coisa começou a descambar. 


- Açúcar no café: Esta foi logo a primeira resolução do ano 2016 e a que levou a que as outras surgissem também. De tal forma me decidi a deixar de colocar açúcar no café (e no chá) que agora já não consigo nem pôr pitada. Já me aconteceu esquecer disto e despejar o pacotinho no café. Nem sequer dissolvo com a colher, mal tento beber, já não dá! Horrível!!!


- Charcutaria: Quem me conhece sabe que eu adoro comida típica portuguesa. E claro, o belo do presunto, do salpicão, da chouriça, da morcela e do queijinho [já me estou a babar e tudo]. Em casa dos meus pais havia sempre charcutaria e, quando não havia, era um problema. Pão SÓ com manteiga? Que é lá isso??? Portanto, todas as sandes tinham fiambre ou mortadela ou chourição ou sei-lá-o-quê. Agora é raro ter cá destas coisas. Quando muito, compro umas fatias de fiambre (ou peito de peru) assim só quando o rei faz anos. Posto isto, as charcutarias quase desapareceram da minha alimentação.


- Ovos fritos: Vocês sabem!!! Esta era dura de roer! Eu amo ovos estrelados. Ovos cozidos [com a gema ainda líquida...]. Ovos escalfados. Ovos crus [sim, sim, uma boa gemada]. Ovos mexidos. Ovos whatever. Mas pasmem-se - não tenho comido quase nenhuns. Eu chegava a comer um por dia! Realmente consegui reduzir bastante e isso é bom. Quando faço, nunca uso gordura e opto por escalfar, que sempre fazem menos mal.


- Pão antes de ir deitar: Mais do que deixar de comer pão antes de ir para a cama... quase deixei de comer pão. Outra coisa boa. É raro ter pão cá em casa e, se às vezes compro, é por causa do dito-cujo. Compro sempre pão escuro e com sementes, que além de fazer melhor é bem mais saboroso.

A juntar a tudo isto, consegui uma coisa ainda melhor. Desde Julho que ando no ginásio! Eu que não mexia o rabo desde que saí do liceu, até me impressionei a mim mesma. Vou às aulas duas vezes por semana e sinto-me bem com isso. Sim, isto é mesmo cliché - custa acordar cedo, sair da cama, custa aquela hora de esforço mas depois o sentimento é muito bom! Suor na camisola e dever cumprido.

3 comentários:

Janny disse...

olha fizeste grandes progressos para a vida saudável :)

м♥ disse...

Hoje estive a rever publicações antigas do meu blog e encontrei vários comentários teus. Fiquei curiosa para saber se ainda por cá andavas, já que com o tempo te perdi o rasto. Fiquei feliz por saber que ainda cá estás! :) Um beijinho

Live, Love, Laugh

Jude disse...

Disso só faço mesmo o café e chá sem açúcar, já há quase 4 anos. Também não consigo tomar com açúcar agora. Mas não perdia nada em eliminar mais uns maus hábitos da minha dieta.

Como estás Pam? Já não vinha aqui há um tempão!