Fiz. Faço. Farei.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

inspira, respira, não pira

Irrita-me que a minha "sogra" insista para trazemos para nossa casa tudo o que tem na dela e mais algumas coisas. É batatas, é bacalhau, é nabos, couves, laranjas, maçãs, cobertores, tapetes, tralhas e mais tralhas.
Ela deve achar que vivemos numa casa, tipo como a dela, onde cabe tudo e tudo pode ser preciso ou fazer falta. Deve achar que tenho uma arca como a dela, onde cabe um porco e uma ovelha inteiros. Deve achar que comemos este mundo e o outro e que damos vazão a tudo.
É óbvio que é fixe eles poderem dar e que têm gosto nisso. Eu sei que dão de bom grado e que fazem questão que nós aproveitemos - é dado, só temos que agradecer. Mas caramba, eu vivo num T1 de um prédio. Isto não é nenhuma mansão! Não tenho arca para tanta comida, não tenho despensa para tanto stock e tudo o que não quero é trazer legumes e frutas para chegar ao ponto de apodrecerem e ter de deitar tudo ao lixo.
Se nós vamos lá a casa, pelo menos, uma vez por semana, não é melhor ir trazendo pouco e consoante a necessidade? Para não falar que também vamos aos meus pais que têm tudo e mais alguma coisa da horta... a minha mãe também gosta que eu traga coisas lá de casa. Também tem gosto em me mandar comida mas não está sempre a enfiar. E levem isto, e levem aquilo, e porque não levam X, e não precisam de Y, e vejam lá que vão querer Z. Calma... não se enerve que eu também não.
Depois recusamos, ou porque temos comida para escoar ou porque até nem vamos fazer muitas refeições em casa e parece que fica desconfiada, que não acredita que não precisamos das coisas e que só estou a recusar por má vontade. Santa paciência! Se não crê, problema dela, mas eu prefiro que fique de má cara do que atulhar o frigorífico de comida que vai parar ao lixo. Isso é que não admito!

1 comentário:

Janny disse...

e se lhe explicares isso, com muita calma? Que agradeces tudo o que ela dá e principalmente que aprecias o gesto, mas que as oferendas podem ser mais moderadas e mais espaçadas porque o espaço lá em casa não abunda e mesmo porque não queres estragar comida. Talvez ela perceba a bem! Eu faço figas!