Fiz. Faço. Farei.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

desorçamentar

So-co-rro! Eu nunca devia ter vindo para uma casa nova na altura do Natal. Não tenho pinheiro, não tenho luzes, não tenho bolas, laços, ursinhos ou anjos, não tenho pendentes para a parede, não tenho jarras nem garafas, não tenho pinhas nem flocos de neve, não tenho nada de nada que diga respeito à época. Esta constatação significa, portanto, que vou ter de comprar [quase] tudo para decorar o nosso lar de forma minimamente adequada. Não sei se sobra dinheiro para alguma prenda mas, who cares?, pelo menos fico com a casinha bonita e cheia de espírito natalício.


1 comentário:

Bad disse...

Ahah eu fazia o mesmo que tu! Primeiro tenho que ser eu a entrar no espírito se não as prendas que comprar nem vão ter tanto significado ;)