Fiz. Faço. Farei.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Passar por uma 'coisa' que não és

Alguma vez se passou com vocês não gostarem muito [eventualmente, nem pouco] de uma pessoa e, em contrapartida, ela vos adorar e andar sempre atrás de vocês?
Comigo sim. Uma pessoa com quem, há muito tempo, criei uma relação feliz e saudável de amizade, confiança e partilha mas, com o tempo, com as circunstâncias e com tantas coisas que foram acontecendo, eu deixei de gostar dela, de me identificar, de tão pouco ter assunto para conversarmos...
Infelizmente, sucede-se que essa pessoa gosta muito de mim, está sempre a elogiar-me e a dar-me força e ânimo para as situações da minha vida [ainda que eu pouco ou nada partilhe com ela] e procura-me imenso - ele é conselhos, é opiniões, é querer ajuda nisto e naquilo, é querer desenvencilhar-se de problemas e solicitar-me ideias, é sei lá o quê.
Como é que se gere isto? Digo-lhe que não gosto dela e que não tenho paciência para a aturar e resolvo o problema de uma vez? Ou vou arrastando eu o problema só para não criar, efectivamente, um problema? Ou mais vale dar espaço à distância e corresponder cada vez menos, até ao dia em que ela deixe de me procurar? Digo-lhe que morri e que, por isso, pode parar de me telefonar?

Sem comentários: