Fiz. Faço. Farei.

domingo, 27 de dezembro de 2015

Que tal o vosso Natal?

O meu foi levezinho em tudo, excepto em comida. Poucos presentes [embora um muito especial] mas bastante amor, sossego e paz. Passei uns dias felizes, bem acompanhada em família e com o dito-cujo.
O Natal era uma época especial, na qual me sentia absolutamente diferente, como se toda a magia desta quadra se criasse dentro de mim. Com a idade, esse sentimento bom foi substituído por alguma nostalgia e indiferença, não sei bem se porque cresci ou se porque a família que era grande passou a ser mais pequena e contida.
Contudo, com o passar do tempo, também considero que o mais importante desta celebração é olhar em volta e ter a família reunida, feliz e com saúde. Falta só o avô, mas aposto que olha por nós de alguma forma. E ter amor para dar e para receber faz do Natal aquilo que queiramos que ele seja.

Sem comentários: