Fiz. Faço. Farei.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

# dois - ERASMUS UAH

O dia começou por volta das 8h30. Tomei um banho, arrumei todas as minhas coisas e desci para o pequeno almoço. Já me esperava a alemã com quem conversei ontem.
O hostal Don Juan I, passo a publicidade, surpreendeu-me com um pequeno almoço maravilhoso. Havia café, leite, iogurtes, sumo de laranja, imensos tipos de pão, bolachas, manteiga e doces vários. Por 2,50€, uma fartura de coisas boas.
Depois fui para a Universidade. O campus científico-tecnológico fica deslocado do centro, por isso apanho um autocarro que me deixa na porta do hospital que me vai acolher no estágio. Sigo para a Faculdade de Farmácia. Não há quase ninguém por aqui, o espaço é deserto e selvagem. Há pinheiros, mato seco, perdizes e coelhos bravos nos descampados que separam os diferentes edifícios que são, também, diferentes Faculdades.
Finalmente, ao fim da avenida, encontro a minha Faculdade. Procuro o coordenador de Erasmus, um homem com os seus 50 anos, que me presta todas as ajudas. Encaminha-me à Oficina de Relações Internacionais, indica-me tudo o que tenho de fazer, com quem devo falar e outras burocracias, não sem antes, muito entusiasmadamente, me dar as boas-vindas à Universidade de Alcalá e se mostrar inteiramente ao dispor [ao menos este não é como um que eu cá sei...]. Pelo caminho, consta que terei dois colegas franceses no estágio, também eles estudantes de ERASMUS. Que bom, ao menos não estou sozinha com os alunos espanhóis.
Quando vou falar com a Paula, a menina da ORI, cruzo-me com uns franceses. Meti conversa - eram eles, os meus colegas. Vai daí, começámos a trocar impressões, a trocar contactos, a fazer amizade. Voltámos ao coordenador, que rapidamente nos levou ao hospital, para nos dar a conhecer o local da farmácia e a tutora do estágio. Surgiu-nos a Dra. Rosario, que nos fez algumas questões práticas e disse que no dia seguinte teríamos de nos apresentar juntamente com os outros colegas estagiários, para dar início às actividades. Está assim tudo encaminhado, parece-me a mim.
Regressei à cidade, pego as minhas coisas e, finalmente, mudo-me para a nova casa.

1 comentário:

joana disse...

adoro este diário. boa sorte nesta nova etapa, de certeza que te vai trazer imensas coisas boas!