Fiz. Faço. Farei.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

# cinco - ERASMUS UAH

Passei o resto do dia em casa. Não ter internet torna isto entendiante. Só trouxe um livro para ler e é o que tenho feito porque não tenho mais nada com que me entreter. Não posso activar os dados móveis e ainda não conheço os locais onde posso ligar a Wi-Fi. Assim como ainda não me apetece começar a andar por aí a pé, sozinha, a conhecer os cantos da cidade.
Também preciso de abastecer o frigorífico, a despensa e a arca congeladora mas amanhã, como nos deram folga, tenho mais tempo. Gostaria de ir a um supermercado grande, onde pudesse escolher entre muitas marcas e produtos, onde houvesse mais variedade e onde pudesse comparar preços porque no supermercado abaixo da minha casa tudo me parece caro. Até a loja do chinês tem coisas mais caras como, aliás, é normal.
Algumas pessoas ainda não quiseram saber se está tudo bem comigo, se já cheguei, se me encontro viva. Não me admiro, pois estão mais preocupadas em discorrer a vida delas publicamente. Estar aqui permite-me perceber [AINDA MAIS, CLARO!!!] que as pessoas não "dão uma bufa" sem anunciarem no Facebook. É incrível! Onde quer que vão, o que quer que façam, logo estão a publicar. Tanto é assim que antes de vir tive a atenção de ir visitar uma amiga (?) com quem não estava há bastante tempo e quis contar-lhe desta minha aventura que me ia trazer até aqui. Da parte dela nada ouvi nem nada soube mas nem meia dúzia de dias depois já tinha no mural do Facebook que a sua vida ia dar uma reviravolta e que ia iniciar uma nova etapa. As pessoas preferem ter a atenção de 300 ou 400 pessoas com uma coisa chamada "Gosto" do que as palavras verdadeiras e emoções sinceras de dois ou três amigos.
Aqui fica a foto do livro que trouxe e que, pela segunda vez, estou a ler como se não houvesse amanhã. Infelizmente, ainda só consegui ler duas obras desta magnífica escritora italiana, sendo que esta foi a primeira e está no meu top 10 de livros. Adoro, adoro, adoro.

Sem comentários: