Fiz. Faço. Farei.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

A forma como os outros te tratam...

Acredito que os outros te tratam da forma que deixas que eles te tratem. Se dás um bocadinho de confiança hoje, amanhã já querem o dobro. "Se lhes dás um dedo, querem a mão toda". Pois que algumas pessoas habituaram-se a falar comigo de tudo e mais alguma coisa por obterem sempre um conselho, uma opinião, umas palavras. Se me diziam as coisas, algum retorno haveriam de querer de mim. Habituei alguns mal: usavam isso contra mim, inventavam mais do que eu dizia, julgavam-me pela minha opinião.
Aprendi, portanto, que agora oiço aquilo que eles me dizem (se tiverem a iniciativa de me dirigirem assuntos) mas sou voz passiva. Só sirvo para ouvir. Ainda há uns tempos uns colegas me contaram coisas a respeito de outros colegas que não estavam ali naquele momento. Nem a minha boca abri. Falaram, contaram-me mil e uma histórias dos outros e eu sempre calada. Eles olhar para mim, como que à espera de ouvir o que eu achava, de ter uma opinião. Queriam mais achas na fogueira mas eu fiz-me de esperta e não falei.
E não há nada como batermos várias vezes com o nariz na porta para aprendermos que a temos de abrir com cuidado para não nos magoarmos outra vez.

Sem comentários: