Fiz. Faço. Farei.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Exames em números

Quando funcionamos por expectativas, é difícil geri-las se elas ficam defraudadas.
Eu trabalhei todo o ano para uma disciplina que adoro, interessei-me por mais do que era exposto nas aulas, fui participativa e empenhada. Organizei-me muito bem, fiz resumos e tabelas para complemento ao estudo e estive sempre a par dos conteúdos leccionados. Estudei oito dias seguidos e puff... tive 16.
Para muitos, é uma nota espectacular. É uma fasquia elevada [sobretudo porque houve algumas reprovações] e difícil de atingir. Acredito que seja até motivo de quem-me-dera para alguns. Mas para mim, que estava cheia de confiança, foi um 16.
Soube-me bem, tendo em conta o panorama geral de notas de recurso mas, ao mesmo tempo, ficou aquém da minha esperança e do meu "ego académico". Afinal de contas, um número é tão relativo...

Sem comentários: